Aventura pela América do Sul num Ford Ka adaptado - Fly Ford

Aventura pela América do Sul num Ford Ka adaptado

5 de dezembro de 2020 / 129 / Turismo
Facebook It
Tweet It
Pinterest It

Aventura pela América do Sul num Ford Ka adaptado

Um sonho antigo motivou o gaúcho Gustavo Blume, 28 anos, a viajar de carro até a Patagônia. Foi com o suporte de um Ford Ka adaptado que o brasileiro chegou em Ushuaia.

Entre o confinamento no Chile durante o fechamento das fronteiras, pernoites em lugares isolados e mais de três semanas sozinho, Gustavo Blume, gaúcho natural de Ivoti, completou 100 dias viajando e dormindo dentro de seu mini motorhome, um Ford Ka totalmente adaptado.

No interior do veículo, o banco do passageiro foi retirado, abrindo espaço para a instalação de uma cama e um compartimento de madeira com divisórias feitos sob medida. Na parte exterior, sobre o teto, o viajante instalou um bagageiro com uma caixa d’água que carrega até 50 litros. Segundo Gustavo, o suficiente para cozinhar, lavar louça e tomar banho. Nenhuma alteração mecânica precisou ser feita antes e durante a viagem, mantendo as condições originais do carro e o baixo custo para essa aventura.

Aventura pela América do Sul num Ford Ka adaptado

O viajante partiu em fevereiro de 2020 para fazer uma viagem de carro pela América do Sul. A ideia inicial era conhecer os países vizinhos em uma viagem sem data certa de retorno, até o fechamento das fronteiras ocasionado pela pandemia de Covid-19.

Apenas dois meses de preparo foram necessários para iniciar o planejamento. Depois da adaptação, Blume fez a revisão do carro, separou a documentação e embarcou nessa experiência sem data para voltar. A viagem começou na pequena casa itinerante, partindo de Uruguaiana rumo à Patagônia. Mais de 12 mil km foram percorridos durante os 100 dias até o retorno ao Brasil, depois de conseguir uma liberação do governo argentino sendo autorizado para uma viagem de repatriamento.

Aventura pela América do Sul num Ford Ka adaptado

“Uma coisa que eu aprendi é que para viajar sempre há um jeito e as pessoas são muito mais receptivas do que imaginamos. Ter novas experiências como essa pode ser possível para qualquer um. Vai depender da vontade de cada um, seja para viajar a pé, de bicicleta ou de carro. Encontrei muitas pessoas viajando de diferentes formas e isso é inspirador”.

Aventura pela América do Sul num Ford Ka adaptado

DO SONHO AO COMEÇO DA VIAGEM

O brasileiro ficou os últimos cinco anos trabalhando como representante comercial e depois do fim de um relacionamento, percebeu que precisava de uma mudança maior na vida e na carreira. Trocou a estabilidade financeira do antigo cargo e se preparou para deixar a profissão temporariamente.

De Uruguaiana, no Rio Grande do Sul, viajou para a região Norte da Argentina, passou por Buenos Aires e seguiu a viagem cruzando boa parte do país com destino a Ushuaia, o coração da Patagônia, considerada a cidade mais austral do mundo. “Não planejei muito o roteiro, mas eu sabia os lugares que queria passar e ia pesquisando conforme eu avançava por cada local…”

Aventura pela América do Sul num Ford Ka adaptado

VIAGEM DE CARRO ATÉ A PATAGÔNIA

Entre as histórias e perrengues, depois de cruzar do Rio Grande do Sul até Puerto Natales, no extremo sul do Chile, os países decretaram o fechamento das fronteiras. Com todos os hotéis fechados e sem a possibilidade de retornar ao Brasil, Blume decidiu ficar na Patagônia durante algumas semanas. Foram, no total, 58 dias de isolamento, próximo ao Parque Nacional Torres del Paine, que estava visitando.

Em Puerto Madryn, região costeira da Patagônia, conheceu um senhor que disponibiliza sua casa para dar suporte aos viajantes que estão indo de carro ou moto para o sul do país. “A ajuda que recebemos na estrada fortalece a relação entre as pessoas, que sempre estão dispostas a ajudar e eu notava como eu ficava feliz com uma simples coisa que faziam por mim…”.

Aventura pela América do Sul num Ford Ka adaptado

Em Puerto Natales, onde ficou mais tempo, conheceu um trabalhador de uma fazenda depois de mais de 20 dias sem ver ninguém. “Fiquei isolado durante algumas semanas, próximo de uma lagoa longe da cidade. Até que um dia, um chileno que cuidava de uma fazenda em Puerto Natales chamado Miguel, se aproximou e perguntou se eu precisava de ajuda. Como retribuição, fiquei uns dias fazendo companhia e ajudando em algumas tarefas da fazenda, mas sempre dormindo no carro”.

O roteiro passou por Buenos Aires, Península Valdés, na região costeira da Argentina e a Ruta 3, que segue da altura de Buenos Aires até Ushuaia, descendo boa parte do litoral argentino.

Ainda tenho dúvidas de qual roteiro seguir futuramente, penso em retornar para Ushuaia, reencontrar o Miguel no Chile e, quem sabe, seguir até o Alasca de carro para uma nova temporada. O veículo improvisado respondeu bem às minhas expectativas, mesmo quando passei por locais onde apenas automóveis 4×4 tinham acesso. Sem dúvidas viajar em um carro 1.0 permitiu uma viagem mais econômica.”

Aventura pela América do Sul num Ford Ka adaptado

Você pode conhecer mais sobre essa história na websérie feita em parceria com a Ford na qual ele mostra os detalhes da sua viagem. No primeiro episódio, já disponível no canal do youtube da marca, o viajante conta um pouco como transformou o carro 1.0 em uma pequena casa sobre rodas. “Ao todo, eu investi menos de R$ 6 mil nos preparativos da viagem, somando também todos os ajustes internos que foram feitos no carro”.

Para continuar acompanhando as aventuras de Gustavo Blume pela América do Sul, siga as páginas do perfil Ka.Estou no Instagram e no canal do Youtube.

Aventura pela América do Sul num Ford Ka adaptado

Fonte / Saiba mais – https://guiaviajarmelhor.com.br/viajando-de-mini-motorhome-brasileiro-se-aventura-pela-america-do-sul-em-um-ford-ka-adaptado/

 

PRECISA DE AJUDA PARA ENCONTRAR SEU CARRO NOVO?

FALE COM A GENTE
Compare List