Turismo Boituva

18 de julho de 2021 / 25 / Turismo
Facebook It
Tweet It
Pinterest It
Foto: Pexels / Pixabay

Foto: Pexels / Pixabay

BOITUVA A CIDADE DOS ESPORTES RADICAIS A 169

KM DE SÃO CARLOS

A cidade de Boituva fica a 169 km de São Carlos (aproximadamente 2:15 horas de carro). Pegando a rodovia Washington Luiz (SP 310), em Rio Claro saia para a Rodovia Fausto Santo Mauro (SP 127), em Piracicaba pegue a Rodovia Cornélio Pires (SP 373), continue pela Rodovia Pref. Antônio Schincariol, em Cerquilho vá pela Av. Washington Luiz até a a Estrada Vicinal Gregório Nadal, que termina em Boituva.

O destino oferece passeios para crianças, para casais, e claro, para os aventureiros de plantão. Afinal, o local é famoso pelos passeios de balão e pelo Centro Nacional de Paraquedismo.

Além das atrações principais listadas acima, por lá ainda é possível praticar trekking, tirolesa, cavalgadas, paintball e pesca. Para quem gosta de história, a cidade abriga o Museu do Tropeiro e o zoológico municipal, com espécies em perigo de extinção.

BALONISMO

O balonismo é um dos passeios mais procurados na cidade – são vários campos e escolas disponíveis. Para curtir o passeio, é preciso estar às 6h no Centro Nacional de Paraquedismo. Os balões abrigam de seis a 12 pessoas e percorrem cerca de 8 quilômetros durante uma hora. Após o pouso, os passageiros podem brindar o momento com um espumante ou ainda aproveitar o transladado para tomar café da manhã na Chácara Samambaia.

PARAQUEDISMO

Se você é iniciante, o mais recomendado é o salto duplo com instrutor, que ocorre de uma altura de 4 mil metros e a uma velocidade de 12 mil quilômetros por hora, em queda livre. A aventura dura cerca de 5 minutos entre a queda livre e o paraquedas aberto, e ainda pode ser registrada pelo instrutor ou cinegrafista. Também é possível fazer curso de paraquedismo, e instrução para fazer manobras no ar e conduzir o paraquedas sozinho.

MUSEU DO TROPEIRO

O Museu do Tropeiro (Sitio do Zé Bueno, na Estrada Jerivá, 140 – Bairro Jerivá) expõe um acervo de 700 peças sobre a história dos tropeiros, responsáveis por transladar mercadorias de um região a outra montados em mulas ou cavalos. O idealizador do museu, Izael Cruz, sempre foi apaixonado pelo troperismo, e guardava itens que eram doados por famílias do interior. No acervo, há itens antigos, como o fogão de trempe de cerca de 150 anos, onde faziam o famoso feijão-tropeiro.

Foto: Pexels / Russ Jani

Foto: Pexels / Russ Jani

PARQUE ZOOLÓGICO EUGÊNIO WALTER

Os 136.000 metros quadrados do Parque Zoológico Eugênio Walter (Avenida Pedro Eid, s/nº) abrigam 75 animais de 35 espécies, entre elas o tucano-toco, o cachorro-do-mato, emas, pavão, jabutis e um casal de macaco-prego, chamados Sandra e Xuxo. Ou seja, é uma ótima opção para um passeio de férias com crianças. A maioria dos animais que vivem lá foi resgatada do tráfico, e alguns estão em perigo de extinção. Por isso, além de funcionar para visitação, o local também cumpre a função de preservação de espécies, como o mutum grande, cisne branco e o primata cuxiú.

FAZENDA PINHAL

Para os fãs de cachaça, A Fazenda Pinhal (Estrada Municipal Zélia de Lima Rosa, s/nº – Km 8) é destino perfeito. É possível conhecer todas as etapas da fabricação da cachaça local, Três Coronéis, desde a moagem, o processo de destilação até a finalização. A bebida é envelhecida em tonéis de carvalho e vendida a R$ 20 (750 ml). Funcionando desde o século 19, a fazenda ainda planta milho e cana de açúcar.

Fonte – https://www.guiadasemana.com.br/turismo/noticia/o-que-fazer-em-boituva-em-sao-paulo

PRECISA DE AJUDA PARA ENCONTRAR SEU CARRO NOVO?

FALE COM A GENTE
Compare List